Por falar em surpresas..


- Entregue a ela, por favor. É importante, mas ela só pode abrir se estiver sozinha.

E entregou a caixa com fitas vermelhas. A caixa chegou ao seu destino; ela recebeu a caixa e subiu até o quarto. Sentou-se na cama, colocou a caixa a sua frente e ficou observando.Quem podia ter mandado isto? não tem cartão, não deixou nome... nada. Puxou as pontas da fita, desatando o laço. Retirou a tampa e luzes subiram até o teto. Formaram imagens, um filme antigo da vida real: personagens, sorrisos e abraços que existiram realmente. A viagem até a praia, a festa dos anos 60; ela tinha ido com um vestido de bolinhas e meias compridas, o chá de cozinha...Quantas lembranças. E ela chorou, enquanto um sorriso dançava no seu rosto, e seus olhos molhados choravam aquelas memórias,viu uma descrição final...

(...)Saudade mandara um presente!

"Te vejo nas paredes dos hotéis,
eu vivo interpretando papéis,as vezes não sei mais quem sou"..
(Fresno-Eu sei)

Comentários

  1. Respostas
    1. Que bom Suzana..volte sempre! (:
      grande beijo.sz

      Excluir
  2. Muito lindo *-* muito, muito,muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Brenda!
      Volte sempre tá?!
      Ótima semana.
      grande beijo sz

      Excluir
  3. A saudade tem dessas manias, né? Recebo esses presentinhos, essas lembranças da saudade com bastante frequência e é sempre como se fosse a primeira vez. Ainda tenho minhas dúvidas se essas caixas são boas ou ruins.
    Adorei o texto!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Yasmin..sempre ficamos na dúvida se essas caixinhas cheias de saudade são boas ou ruins,mas eu prefiro ter fé e acreditar que isso é bom! rs
      Ótima semana e grande beijo.
      sz

      Excluir

Postar um comentário

Mostre seu amor! =)

Postagens mais visitadas