Por falar em minutos...





Chorei durante doze minutos. Eu sabia que alguma hora isso ia parar, eu sei que nós escolhemos nossos caminhos e pagamos o preço de cada um deles. O amor não é um conto de fadas. Não sou do tipo de pessoa que reflete sobre a opinião dos outros, mas ultimamente tenho percebido uma coisa: as pessoas sentem pena de mim. E tudo bem, você pode até dizer que as pessoas não me conhecem e percebem um lado meu que nunca foi mostrado. O lado sentimental. Sabe, eu já fui uma pessoa fechada e trancada por dentro, já deixei de acreditar que existia amor, mas em algum momento da minha vida me deixei ficar tão sentimental ao ponto de chorar lendo livros de romance. Algo aconteceu comigo e eu não sei onde deixei meu lado "forte" de ser. Eu realmente não acredito que o ser humano possa ser tão durão sempre, nem que seja lá no fundo, a gente sofre por algo ou por alguém. Eu não estou infeliz, mas não estou bem e devo demonstrar isso tão bem que ouço comentários do tipo: "Você é uma pessoa muito triste" ou "Você é uma pessoa que só escreve sobre a infelicidade"; Sabe, nós devemos escrever sobre o que conhecemos e eu não conheço o amor, não conheço o lado bom dele. Você conhece? 

Olha,eu não preciso ser durona o tempo inteiro, não preciso demonstrar que estou bem quando minha maior vontade é chorar, não preciso dizer que não sinto nada por ninguém quando sinto algo bem forte pulsando dentro de mim. Sinto-me cansada das coisas ruins que vem chegando, sinto-me enganada pela própria vida e por todos os amores que pensei que fossem os certos. Demorei, mas aprendi e venho aprendendo. E quando ouço alguma história de um amor não-correspondido ou de algo ruim da vida, respiro fundo e penso: não acabou. Nunca vai acabar. Sei que haverá momentos de bastante felicidade, luz e paz, os ventos vão soprar ao meu favor, vou encontrar alguém bastante interessante, alguém que cuide de mim e me ame. Mas isso pode acabar, todo esse bem-estar pode ir caindo como água em um vazamento. E nós vamos parar? Nós vamos deixar o sentimento ruim invadir a gente?

Olha, não se acha amor todos os dias. Não se encontra amor dentro de uma lata de lixo ou no pacote de um biscoito. Não vamos achar a felicidade dentro do guarda-roupa, não vamos esperar que as coisas desabem do céu. É preciso correr em frente e buscar a nossa própria felicidade, buscar a nossa paz interior, lutar por nossos sonhos e depois confiar que vai chegar alguém. Não é preciso que você fale o quanto anda sozinha por aí. Eu sei que do nosso coração só a gente sabe. Ninguém vai compreender quão machucado ele se encontra, você não precisa mentir e dizer que não sente nada, você sente. Um beijo importa, um abraço gostoso importa, uma conversa no meio da madrugada importa, beijos no canto da orelha importa. Tudo importa. Ficar com medo de se entregar é o maior erro do ser humano. 

Ame o quanto quiser e não sinta vergonha. Chore e limpe suas lágrimas quantas vezes você quiser, um dia você vai acordar e perceber que passou. Sentimentos passam  de uma maneira inesperada. Hoje em dia já não consigo sentir o que sentia pelo meu primeiro amor, mas eu sei que tudo vale à pena. Mesmo que não tenha sido da forma que você desejou, há males que vem para o bem. E vamos aprendendo com tudo. Aprendemos com a perda de um amigo que devemos valorizar mais quem fica por perto, aprendemos com aquele alguém errado que devemos esperar pelo certo, aprendemos a ter paciência e saber que da mesma maneira que as coisas ruins chegam, as boas prevalecem.

Comentários

Postagens mais visitadas