Por falar em calma na alma..






É que eu me entreguei demais, amei demais, e em conseqüência disso tudo, chorei demais. O cara nem valia todo o meu amor, muito menos todo o meu sofrimento. Acontece que ele havia chegado em um momento bom, a casa tava arrumada e ele se alojou fácil; depois quando decidiu ir embora, levou tudo o que era meu. Propositalmente ou não; não sei.
Carência é uma merda, a gente acaba se envolvendo com qu
alquer babaca em troca de um pouco de carinho. Mas depois eu fui gostando, a carência foi indo embora e deu espaço para um sentimento bem bonito; se não era amor, era da mesma família. Me entreguei de corpo, alma e coração; e acabei me perdendo. Ele levou de mim a minha paz, meu sossego, e fez questão de deixar o amor para trás. Foi difícil, por Deus, como foi difícil me levantar e continuar andando. Demorei muito tempo para me recompor e juntar todos os meus caquinhos, mas consegui. Amadureci muito, cresci ainda mais. Mudei tanto, que por algum tempo não conseguia me reconhecer. Mais fria. Mais desacreditada. Mais direta. Então por favor, tenha paciência comigo. Vamos com calma, sem atropelar as coisas, pra depois eu não acabar sendo atropelada, entende? Não vai ser com clichês e frases feitas que você vai me convencer a ficar. Prova para mim que eu posso confiar em você, só isso. Mas olha, se tudo isso for uma brincadeira, um passa tempo, fogo de palha, nem se aproxima. Se for para você desistir na primeira briga, me abandonar num barco furado sem forças para remar; eu dispenso. Se for para ir embora, não precisa nem chegar. Não me procure, não me ligue, não chegue perto. Não, não e não!

Comentários

  1. Maay,

    Me identifiquei tanto com seu texto.
    Nossas experiencias moldam a gente né? A gente cresce, muda, o coração endurece um pouco.
    E ainda tem aquele medinho de partir para outra e não dar certo de novo.
    Falei um pouquinho sobre isso em minha ultima postagem também :
    http://camillacris.blogspot.com.br/2013/12/nao-e-do-amor-que-tenho-medo.html

    É isso... amei!
    Beijos
    Camila Gomes

    ResponderExcluir
  2. dia 07 de Agosto de 2011, eu postei isso, sobre carência:

    "É incrível uma pessoa carente. Carência poderia, à grosso modo, ser comparada com falta de amor próprio. A pessoa carente passa a aceitar qualquer coisa a si mesma. Quanto maior a carência, menor as exigências para encontrar alguém. Sabe todo aquele papo de: 'Não aceito isso'? Isso se torna irrelevante, camuflado na carência. Passa-se a aceitar aqueles defeitos indesejáveis. Passa-se a dizer 'sim' até mesmo quando não existe uma pergunta. Passa-se a se perder um pouco de si mesma, em uma busca incessante de encontrar-se em alguém. Acho até que nos perdemos de nós mesmos propositadamente, em busca da aventura de nos encontrarmos no outro, até ficarmos cansados dessa busca, dessa aventura e voltarmos a nos encontrar em nós mesmos. É certo que, por mais aventureiro que seja, esse espaço de tempo - de se encontrar - é doloroso."

    Seu texto foi único. Descreveu-me perfeitamente.
    Tem talento, May! Bora fazer Letras comigo? rs

    ResponderExcluir
  3. Em 07 de Agosto de 2011, escrevi isso sobre carência:

    "É incrível uma pessoa carente. Carência poderia, à grosso modo, ser comparada com falta de amor próprio. A pessoa carente passa a aceitar qualquer coisa a si mesma. Quanto maior a carência, menor as exigências para encontrar alguém. Sabe todo aquele papo de: 'Não aceito isso'? Isso se torna irrelevante, camuflado na carência. Passa-se a aceitar aqueles defeitos indesejáveis. Passa-se a dizer 'sim' até mesmo quando não existe uma pergunta. Passa-se a se perder um pouco de si mesma, em uma busca incessante de encontrar-se em alguém. Acho até que nos perdemos de nós mesmos propositadamente, em busca da aventura de nos encontrarmos no outro, até ficarmos cansados dessa busca, dessa aventura e voltarmos a nos encontrar em nós mesmos. É certo que, por mais aventureiro que seja, esse espaço de tempo - de se encontrar - é doloroso."

    Seu texto descreveu-me perfeitamente. Tem talento, Maymay! Que tal cursar Letras comigo? rs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mostre seu amor! =)

Postagens mais visitadas