Por falar em...marcha ré.




É extremamente difícil escrever dessa vez. Porque eu sei que tem toda uma expectativa, tem toda uma vontade de ler felicidade e realização nas minhas primeiras linhas depois que vim parar aqui. Não queria desapontá-los, e sinto muito por isso.
A verdade é que não está mais fácil, e não faço ideia do motivo que me fazia pensar que estaria. Acho que acreditei tanto em algo que quis que fosse verdade, que esqueci de manter os pés no chão. Porque, se eu tivesse sido racional, não veria solução alguma, já que nunca existiu solução, mas como a realidade era dolorosa demais pra aceitar preferi fechar os olhos pra ela. Quis acreditar que tinha uma luz, um único caminho, uma única saída. Me agarrei com tanta veemência nessa hipótese que, dentro de mim, passou a ser certeza. Era só pegar minhas coisas e me mandar e, não mais que de repente, num estalar de dedos, eu seria feliz outra vez, depois de tantos anos, porque eu só queria estar em casa, e casa pra mim é estar com quem eu amo. Pensei que bastaria.
Não foi o que aconteceu. E, talvez, se eu não tivesse feito questão de me esconder da verdade que estava se esfregando na minha cara, não doesse tanto. Porque a decepção, agora, me parece mais dolorosa do que aceitar a realidade que eu tanto negava. Será que essa mania de sempre fazer escolhas erradas vai durar pra sempre?
A diferença é que essa escolha vinha com muitas consequências e eu, cega e burra, não cogitei a possibilidade de dar tudo errado e as consequências serem ruins. Porque sempre foi tão comum as coisas darem errado comigo que achei que, dessa vez, poderia dar certo. Mas, mais uma vez, me enganei.
E agora não posso voltar. Dei um passo muito grande, fechei e tranquei a porta que deixei pra trás. Não tenho como voltar, não tenho nem mesmo para onde voltar. E, sabe, estou com muito medo de recomeçar torto desse jeito, mais medo ainda de não estar recomeçando coisa nenhuma, mas engatando a marcha ré e retrocedendo para a mesma vida que sempre tive e nunca consegui mudar. Tudo porque nunca pensei que estar com alguém que amo fosse completamente diferente de estar com alguém que me ame.



Comentários

Postagens mais visitadas